basel.

Data da viagem: 21 de setembro – 22 de setembro de 2011

Não bastasse estar na Suíça, um país conhecido por ser multi cultural, Basel (ou Bâle, em francês) ainda faz fronteira com a França e a Alemanha. A língua oficial da cidade é o alemão (mais compreensível que o alemão do resto da Suíça para aqueles que estão acostumados com o alemão da Alemanha), mas por estar tão próxima a França, todo mundo fala francês também.

A primeira coisa que o turista deve entender sobre Basel é o funcionamento das estações de trem da cidade. Existem três: a SBB, que atende majoritariamente os trens suíços; a SNCF, que atende principalmente os trens vindos da França; e a Badischer Bahnhof atendendo os trens vindos da Alemanha. Esta última fica mais afastada do centro da cidade e do outro lado do rio em relação as outras duas. A SNCF e a SBB ficam uma ao lado da outra e estão conectadas por um corredor interno.

Dentro da cidade a locomoção é basicamente feita por tram, que você não precisará pagar se estiver hospedado em um albergue ou hotel. É que a rede hoteleira da cidade dá gratuitamente a seus hóspedes (com apoio da cidade, é claro) um passe para o transporte público válido pelo período da hospedagem.

A atração principal de Basel são seus museus, galerias e construções. A cidade respira arte e arquitetura e aqui todos sabem bem ou de um ou do outro assunto. Os principais museus da cidade são o Museum Tinguely (arte moderna e contemporânea), o Kunstmuseum (arte clássica com diversas obras de artistas famosos como Picasso, Monet, Renoir, Matisse, Degas, Kadinsky, Rothko, Rembrandt e outros mais) e a Fondation Beyeler (artes clássicas).

Para os apaixonados por arquitetura, no centro de informações e nos hotéis é possível pegar gratuitamente uma brochura com mapa e três possíveis tours a pé que passam pelas principais construções da cidade, cada um focando mais em um diferente tema dentro da arquitetura. Porém, imperdível mesmo é visitar a fábrica Vitra que foi toda construída por diferentes arquitetos de todo o mundo, incluindo Frank Gehry, Herzog & de Meuron, Zaha Hadid e outros (para mais informações sobre as construções, clique aqui). Tecnicamente ela fica na Alemanha, na cidade de Weil am Rhein, mas é facilmente alcançável a partir de Basel no ônibus 55 que sai da frente da estação de trem alemã, mas atenção: como é um ônibus que entra em território alemão, seu passe grátis para a cidade não funciona aqui, apenas dá um desconto no bilhete que pode ser comprado com o motorista. O preço do ônibus é em euros e sai por EUR2,90 o preço integral e EUR2,20 com o desconto apenas uma perna. A visita guiada pelos prédios do Vitra custa EUR10,50 e, caso queira ver também a exposição temporária no museu de design do complexo, o bilhete combinado sai por EUR14,50. É bom lembrar que não é possível visitar os prédios fora do tour. Os tours em inglês são diários às 12h e às 14h e em alemão às 11h, 13h e 15h. Também é possível fazer os tours em outras línguas, mas é necessário agendar antes.

No mais, apenas vagar pelo centro de Basel é uma delícia. Comece pela Marktplatz e se perca pelas ruelas ao redor. Caso queira, a cidade é toda marcada por placas que seguem cinco diferentes tipos de tour a pé, cada um com um tema diferente, dependendo do seu interesse. Um mapa destes tours independentes pode ser adquirido gratuitamente no centro de informações. Outra opção também é baixar o iGuide da cidade na Apple Store ou alugar um no centro de informações por CHF15,00 por 4 horas ou CHF22,00 pelo dia todo.

Anúncios

2 Respostas para “basel.

  1. Gostei muito de Basel ,mas não conheci a fabrica Vitra ,gostaria de conhece-la

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s