assuã.

Data da viagem: 13 de dezembro de 2010 – 14 de dezembro de 2010

A 13 horas de trem do Cairo (U$60), a maior graça de Assuã (Aswan) são as diversas ilhas no Rio Nilo que você pode chegar através de fellucas (um tipo de barco à vela) ou barcos à motor que saem de LE25 a LE50 por hora dependendo do seu poder de barganha.  

O Templo de Philae também é maravilhoso. Originalmente ficava em outra ilha, mas com a construção da represa do Nilo e o consequente auemnto do nível da água, ele foi transferido para outra ilha (assim como Abu Simbel que pelo mesmo motivo foi transferido para uma parte mais alta onde não pode ser atingido pelo nível da água). Visitar o Templo de Philae vale muito a pena tanto de manhã quanto à noite. É um dos templos mais magestosos da região. À noite há a opção de conhecer o templo com o Sound and Light show (espetáculo oferecido em diversos monumentos pelo Egito) que custa LE70. Lembrando que ainda tem o preço de um taxi até o porto dos barcos e o preço do barco até a ilha do templo (barganhe!).

Abu Simbel fica bem ao sul do Nilo, a três horas de viagem de Assuã, e ainda assim Assuã é o melhor ponto de partida para lá. Mesmo relativamente longe, vale muito a pena conhecer o lugar. Realmente um dos lugares mais impressionantes do Egito. O transporte para lá sai por LE120 e a entrada no templo custa LE95 e LE53,50 para estudantes. As saídas ocorrem apenas às 4:00, horário do comboio, e às 11:00.

Uma das ilhas mais interessantes é a Elephantine, onde se vê ruínas faraônicas e também romanas. Algumas descobertas estão sendo feitas ainda agora e é possível ver as escavações. A entrada para Elephantine custa LE30 e você só pode visitar com um guia, o qual deve dar uma gorjeta (como em tudo no Egito) mesmo que teoricamente já tenha pago no valor da entrada.

Um passeio muito legal também é ir de barco até a outra margem do Nilo onde ficam as ruínas do antigo monastério. Mais que o passeio pelo monastério em si (entrada LE25 mais a gorjeta do guia), o visual todo é maravilhoso. O monastério fica bem no alto de uma montanha no meio do deserto do Saara. Você até pode ir à pé, mas além de ser muito cansativo, vale a pena pela experiência alugar um camelo para ir até lá. Eles ficam bem na margem onde o barco parará e sai por mais ou menos LE35 a LE70 pelo passeio (mais ou menos uma hora) mais uma vez dependendo apenas da sua capacidade de barganha.

Na cidade de Assuã é muito comum visitar o Obelisco Inacabado, mas não acho que deva ser uma prioridade. Vale mais a pena ir no souk (mercado árabe) que é bem mais tradicional que o do Cairo ou de Luxor, lembrando uma cena do desenho Aladdin.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s